Vinkmag ad

Adaptando a casa do paciente reumático

Vinkmag ad

Adaptando a casa do paciente reumáticoMesmo que a doença não seja uma deficiência, muitas adaptações em casa pode ajudar a conviver melhor com a doença. 

Adaptando a casa do paciente reumático

Adaptando a casa do paciente reumático: Aqui descreveremos a espondilite anquilosante, espondiloartrite axial (EA) mas essas adaptações servem a qualquer doença reumática.

A espondilite anquilosante (EA) é um tipo de artrite inflamatória que afeta a coluna, embora também possa afetar outras articulações. Muitas pessoas com essa condição relatam rigidez e dor crônica nas costas. Se tiver, deve fazer o possível para promover uma boa postura e evitar forçar as costas.

Eu recomendo trazer um terapeuta ocupacional para sua casa para fazer mudanças específicas para atender às suas necessidades. Você também pode seguir estas etapas para tornar a vida do dia-a-dia mais fácil

Ajustando sua casa 

Manter uma boa postura é a coisa mais importante que você pode fazer quando você tem espondilite anquilosante. Evite curvar-se. Coisas que podem ajudar incluem:

Um colchão de suporte. Um colchão firme o ajudará a manter uma boa postura enquanto você dorme. Suas costas devem manter sua curva natural em forma de S quando você deitar sobre elas. Quando você se deita de lado, suas costas devem estar retas.

Travesseiros de apoio. Travesseiros de espuma viscoelástica podem ajudar a aliviar dores no pescoço e nos ombros. Evite travesseiros muito grossos ou altos e coloque o pescoço em um ângulo estranho.

Treinamento postural. A postura curvada aumenta a pressão sobre a coluna. Praticar boas técnicas de postura pode ajudá-lo.

Viva de forma inteligente, não difícil

Pequenas mudanças na casa podem ajudá-lo a viver com menos dor. Eles também economizam energia para que você tenha mais para outras atividades no final do dia.

Você também pode:

Armazene itens do dia a dia em áreas de fácil acesso. Isso o ajuda a evitar dobrar, estender a mão sobre a cabeça e torcer. Mantenha as coisas que você usa com mais frequência na bancada ou em armários na altura da cintura.

Use uma cadeira ou banquinho. Você pode fazer coisas como lavar pratos, preparar refeições e tomar banho enquanto está sentado. Isso afasta a dor nas costas causada por ficar em pé por muito tempo. Se você preferir ficar de pé, use um banquinho para descansar uma perna que pode estar dolorida ou cansada.

Outras dicas

Pessoas com EA podem usar ferramentas como:

Dispositivos de longa duração. Calçadeiras, meias e esponjas ajudam a tornar as tarefas diárias, como tomar banho e se vestir, mais fáceis. Eles também ajudam a evitar dobras ou torções excessivas.

Um alcançador. Isso pode ajudá-lo a pegar as coisas do chão, acima de sua cabeça ou ao seu lado. Isso evita flexões, alongamentos e torções repetidas.

Assento sanitário elevado. Dor e rigidez nas costas, quadris e joelhos podem tornar o ato de sentar-se no vaso sanitário e ficar em pé um desafio. Um assento elevado requer menos flexão e alongamento.

Punhos embutidos. Alças cada vez maiores em utensílios e outras ferramentas reduzem a força necessária para segurá-los.

Acompanhe como você está se sentindo. Sua energia está mais alta pela manhã ou à tarde? Programe atividades que possam exigir muito de você durante esses períodos. Se sua coluna tende a doer mais pela manhã, faça coisas que possam sobrecarregá-la – como preparar a refeição – à tarde.

Segurança primeiro

Rigidez e dor lombar são sintomas comuns de EA. Eles podem afetar a maneira como você anda. Portanto, é importante tornar sua casa o mais segura possível.

Você pode:

Remova ou prenda os tapetes com fita adesiva.

Limpe a desordem em torno de sua casa para diminuir a probabilidade de quedas

Instale corrimãos em ambos os lados de qualquer escada, no chuveiro e ao lado do vaso sanitário.

Permanecer ativo é provavelmente a melhor coisa que você pode fazer para gerenciar seu condição. O exercício ajuda a aliviar a dor e o mantém flexível. Também melhora sua mobilidade, postura e força.

alt="Adaptando a casa do paciente reumático"
Adaptando a casa do paciente reumático

Os exercícios podem incluir:

Exercícios de flexibilidade e amplitude de movimento. Isso ajuda a mantê-lo móvel e evitar a rigidez.

Exercícios para aumentar a força das costas, do core e dos glúteos. Eles também ajudam com estabilidade e postura adequada.

Exercícios de equilíbrio. Isso pode ajudá-lo a se manter seguro. A rigidez e a postura inadequada aumentam o risco de queda.

Exercícios respiratórios diafragmáticos. A respiração profunda aumenta a expansibilidade torácica. Isso ajuda você a respirar melhor e controlar o estresse.

Por último uma casa inteligente, pode te ajudar muito nos períodos de crise, dispositivos como Alexa, ou inteligência do Google, interruptores smart que pode apagar e acender luses com comandos de voz ou via celular.

Obtenha suporte

Ao sentir os efeitos físicos e mentais da espondilite anquilosante, é bom saber que você não está sozinho. Você nem precisa sair de casa. Comunidades digitais voltadas para o paciente, como grupo de pacientes com Espondilite Anquilosante Brasil/Portugal, oferecem suporte, educação e defesa e conectam pessoas – e suas famílias.

Fonte: WebMed

Comentários

Comentários

Anterior

Exame Fator AntiNuclear (FAN)

Próximo

O que perguntar ao meu médico? (paciente crônico)

Sejam bem vindos!

Artigos Mais Pesquisados

%d blogueiros gostam disto: